26 de jul de 2006

Ônibus a hidrogênio

.
Veículos com essa fonte de energia não causam poluição do ar
.
No primeiro semestre de 2007, será testado no Brasil o primeiro protótipo com tecnologia nacional de ônibus movido a hidrogênio. O veículo foi desenvolvido pelo Laboratório de Hidrogênio do Instituto Alberto Luiz Coimbra de Pós-Graduação (
Coppe) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Também no ano que vem, em São Paulo, entra em operação experimental o ônibus do programa do Ministério de Minas e Energia, coordenado pela Empresa Municipal de Transportes Urbanos (Emtu).
.
Os dois projetos prevêem a operação de ônibus híbrido com célula a combustível alimentada por hidrogênio e serão apresentados entre as novidades do setor no VE 2006 - 4° Seminário e Exposição de Veículos Elétricos que o INEE - Instituto Nacional de Eficiência Energética (
veja o site) realiza nos dias 15 e 16 de agosto, na Escola Senai Mário Amato – Faculdade Senai de Tecnologia Ambiental (Avenida José Odorizzi, 1555), em São Bernardo do Campo. Esses projetos permitirão ao Brasil entrar para o rol dos países que já desenvolvem essa tecnologia para o transporte rodoviário urbano.
.
Embora os projetos do Rio de Janeiro e de São Paulo envolvam veículos com célula a combustível que têm o hidrogênio como fonte de energia, as características são diferenciadas, principalmente em relação à produção do hidrogênio. O protótipo do Coppe, por exemplo, terá o hidrogênio produzido a partir do gás natural, enquanto o projeto coordenado pela Emtu vai gerar o hidrogênio por meio de eletrólise da água – processo químico de decomposição da água. Os ônibus paulistas serão do tipo padrão, com 12 metros de comprimento, capacidade para 90 passageiros, piso baixo ao nível da calçada e tanque de hidrogênio na capota.
.
Entre as vantagens estão a emissão zero de poluentes, veículos mais silenciosos que os convencionais - com uma redução entre 20% e 30% no nível de ruído -, e maior conforto, com a redução dos trancos que ocorrem nos trólebus. Já o ônibus carioca está sendo projetado para ter autonomia de 300 km, a mesma dos modelos convencionais movidos a diesel. Com tamanho padrão de 12m de comprimento, terá capacidade para transportar 109 passageiros, sendo 37 pessoas sentadas.
.
© Todos os Direitos Reservados - Núcleo de Ecojornalistas do Rio Grande do Sul (NEJ-RS)

Nenhum comentário:

Postar um comentário