11 de dez de 2007

Conservação dos butiazais de Tapes é estudada por alunos da UERGS

Trabalho faz parte de um amplo estudo sobre as medidas possíveis de serem implementadas para conservação da maior reserva de biodiversidade da região.

Porto Alegre, RS - Um grupo de alunos da Universidade Estadual do Rio Grande do Sul (UERGS) está elaborando um amplo estudo sobre as medidas possíveis de serem implementadas para conservação da maior reserva de biodiversidade da região: os Butiazais (de Tapes e Barra do Ribeiro). O trabalho será apresentado no IV Simpósio de Áreas Protegidas, que se realizará em maio do ano que vem, em Canela (RS). O grupo reúne acadêmicos do Curso de Gestão Ambiental da UERGS e é orientado pela Prof. Dra. Alessandra Schnadelbach.

O objetivo é elaborar uma dissertação que afirme a necessidade de preservação legal da área dos Butiazais. Eles analisarão os aspectos que caracterizam as áreas protegidas e as características relevantes dos Butiazais. Desta forma serão apresentados dados sobre a área e todos os elementos que a tornam uma área com necessidade de ser preservada.

Além dos aspectos legais, serão discutidas, as ameaças que os Butiazais têm sofrido pela ocupação humana, atividade agrícola e outras interferâncias que contribuem para a destruição deste importante ecossistema. A área foi selecionada como sendo de alta importância ambiental pelo Ministério do Meio Ambiente e pelo Sistema Estadual de Unidades de Conservação. Além disso, foi considerada de grande potencial para nova unidade de conservação.

Segundo o aluno Rafael Fernandes, um dos realizadores do estudo, "a região dos Butiazais foi objeto de análise pelo Projeto de Conservação e Utilização Sustentável da Diversidade Biológica Brasileira (PROBIO) que selecionou os maiores especialistas em fauna e flora para elaborar uma descrição da região. Esse trabalho do Ministério do Meio Ambiente e da Fundação Zoobotânica apontou o ecossistema dos Butiazais como de relevante preocupação quanto à sua preservação."

Ele destaca ainda que, além do trabalho de apontar as formas possíveis de preservar essa paisagem única, existe a intenção de formar uma Associação de Defesa Ambiental que trabalhe especificamente em ações para buscar os objetivos de implantação de mosaico de áreas de preservação na região e uma unidade de conservação.

Interessados em contatar com o grupo podem escrever para o email: ecotapes@gmail.com.

Fonte: EcoAgência. Texto: divulgação Projeto Butiazais de Tapes.

Nenhum comentário:

Postar um comentário